Page images
PDF
EPUB

28 vós como quem serve. Vós sois os que tendes per29 manecido commigo nas minhas tentações; e eu vos confiro dominio real, assim como meu Pae m'o con30 feriu, para que comaes e bebaes á minha mesa no meu reino; e vos sentareis sobre thronos para julgar as doze tribus de Israel.

31

Pedro é avisado.

Simão, Simão, eis que Satanaz obteve permis32 são para vos joeirar como trigo; mas eu roguei por ti, para que a tua fé não desfalleça; e tu, uma vez 33 arrependido, fortalece teus irmãos. Disse-lhe Pe

dro Senhor, estou prompto a ir comtigo não só 34 para a prisão, mas tambem para a morte. Disse-lhe Jesus: Declaro-te, Pedro, que hoje antes de cantar o gallo, tres vezes terás negado que me conheces. As duas espadas.

35

Perguntou-lhes Jesus: Quando vos mandei sem bolsa, sem alforge e sem sandalias, faltou-vos, porventura, alguma cousa? Responderam elles: Nada. 36 Então lhes disse: Agora, porém, o que tem bolsa,

tome-a, como tambem o alforge; e o que não tem 37 dinheiro, venda a sua capa e compre espada. Pois vos digo que importa cumprir-se em mim o que está escripto: E elle foi contado com os transgressores; porque o que a mim se refere está sendo 38 cumprido. Disseram elles: Senhor, aqui estão duas espadas. Respondeu-lhes Jesus: Basta.

Jesus em Gethsemani.

39 Segundo o seu costume sahiu para o monte das 40 Oliveiras; e os discipulos seguiram-n-o. Chegado áquelle logar, disse-lhes: Orae para que não entreis em tentação. E separou-se delles cerca de um tiro 42 de pedra e, ajoelhando-se, orou, dizendo: Pae, se é

41

do teu agrado, afasta de mim este calix; comtudo 43 não se faça a minha vontade, mas sim a tua. En

tão lhe appareceu um anjo do céu, que o fortalecia. 44 Estando em agonia, orou com mais instancia; e o

seu suor tornou-se em gottas de sangue a cahir 45 sobre a terra. Depois de levantar-se da oração, foi ter com os discipulos e achou-os dormindo de tris46 teza, e disse-lhes: Porque dormis? levantae-vos e orae, para que não entreis em tentação.

[ocr errors]

Jesus é preso.

47 Falava elle ainda, quando chegou uma multidão; e um dos doze, que se chamava Judas, vindo adeante della, approximou-se de Jesus para o 48 beijar. Perguntou-lhe Jesus: Judas, com um beijo 49 entregaso Filho do homem? Os que estavam ao

redor delle, vendo o que ia succeder, perguntaram: 50 Senhor, firamol-os á espada? Um delles deu um

golpe no servo do summo sacerdote e decepou-lhe a 51 orelha direita. Então disse Jesus: Deixae-os, basta; 52 e tendo-lhe tocado a orelha, o sarou. E disse Jesus

aos principaes sacerdotes, officiaes do templo e anciãos, que vieram prendel-o: Sahistes com espadas e 53 varapaus como contra um salteador? Todos os dias estando eu comvosco no templo, não me tocastes; porém esta é a vossa hora e o poder das trevas. Pedro nega a Jesus.

54

Prendendo-o, elles o levaram e introduziram na casa do summo sacerdote; e Pedro ia seguindo de 55 longe. Elles, tendo-se accendido fogo no meio do

pateo, sentaram-se, e Pedro sentou-se no meio del56 les. Uma creada, vendo-o sentado ao lume, o en57 carou e disse: Este tambem estava com elle. Mas

Pedro negou, dizendo: Não o conheço, mulher. 58 Dahi a pouco, vendo-o um outro, disse: Tambem tu

és dos taes. Respondeu Pedro: Homem, não squ. 59 Tendo passado cerca de uma hora, affirmou ainda

outro: Certamente este andava com elle, porque 60 tambem é galileu. Respondeu Pedro: Homem, não sei o que estás dizendo. E logo, estando elle ainda 61 a falar, cantou o gallo. Virando-se o Senhor, olhou para Pedro; e Pedro lembrou-se da palavra do Se

nhor, como lhe havia dito: Hoje antes de cantar o 62 gallo, tres vezes me negarás. E sahindo para fóra, chorou amargamente.

Os guardas zombam de Jesus.

63 Os homens que guardavam a Jesus, zombavam 64 delle, davam-lhe pancadas e, vendando-lhe os olhos, perguntavam: Adivinha, quem é o que te bateu? 65 E blasphemando, dirigiam-lhe muitas affrontas. Jesus perante o Synhédrio.

[ocr errors]

Logo que amanheceu, reuniu-se a assembléa dos anciãos do povo, tanto os principaes ŝacerdotes como os escribas, e o conduziram ao Synhédrio e dis67 seram: Se tu és o Christo, dize-nos. Respondeu68 lhes: Se eu vol-o disser, não o crereis; e se eu vos 69 interrogar, não me respondereis. Desde agora estará sentado o Filho do homem á mão direita do 70 poder de Deus. Perguntaram todos: E's tu, logo, o Filho de Deus? Respondeu-lhes elle: Vós mesmos Então disseram: Que necessidade ainda temos de testemunho? porque nós mesmos o ouvimos da sua propria bocca.

71 dizeis que eu sou.

23

Jesus perante Pilatos.

Toda a assembléa levantou-se e conduziu Jesus 2 a Pilatos. E começaram a accusal-o, dizendo: Achámos este homem pervertendo a nossa nação, vedando pagar tributo a Cesar e dizendo ser elle 3 Christo, rei. Pilatos perguntou-lhe: E's tu o rei dos judeus? Respondeu-lhe Jesus: Tu o dizes. 4 Então disse Pilatos aos principaes sacerdotes e á

multidão: Não acho culpa alguma neste homem. 5 Mas elles instavam ainda mais, dizendo: Elle agita

o povo, ensinando por toda a Judéa, desde a Galiléa, 6 onde começou, até aqui. Pilatos, ouvindo isto, per7 guntou se o homem era galileu; e quando soube que

era da jurisdicção de Herodes, o enviou ao mesmo Herodes, que naquelles dias se achava em Jerusalem.

8

Jesus perante Herodes.

Herodes, vendo a Jesus, ficou muito contente; pois de longo tempo queria vel-o, porque tinha ouvido falar a respeito delle; e esperava vel-o fazer 9 um milagre. E fez-lhe muitas perguntas; mas 10 Jesus nada lhe respondeu. Os principaes sacer

dotes e os escribas estavam alli, accusando-o com 11 vehemencia. E Herodes, com a sua guarda, desprezou-o e escarneceu delle e, vestindo-o com um manto resplandecente, tornou a envial-o a Pilatos. 12 Naquelle dia Herodes e Pilatos vieram a ser amigos; pois antes eram inimigos um do outro.

Jesus outra vez perante Pilatos.

13 Reunindo Pilatos os principaes sacerdotes, as auc14 toridades e o povo, disse-lhes: Apresentastes-me este homem como agitador do povo e, eis que interrogando-o eu deante de vós, não achei nelle nenhu 15 ma culpa das que o accusaes. Nem tão pouco He

rodes: pois nol-o tornou a enviar; e nada tem feito 16 elle digno de morte. Portanto, depois de o castigar, 18 soltal-o-ei. E todos á uma começaram a gritar: 19 Seja morto esse, e solta-nos Barabbaz-o qual tinha

sido preso por causa de uma sedição na cidade, e 20 por um homicidio. Pilatos, querendo soltar a Jesus, 21 falou-lhes de novo. Mas elles gritavam: Cruci22 fica-o! crucifica-o! Falou-lhes ainda pela ter

ceira vez: Pois que mal fez elle? Não achei nelle causa alguma de morte; portanto depois de o cas23 tigar, soltal-o-ei. Mas elles insistiam em altas vozes, pedindo que fosse crucificado. E o seu cla24 mor prevaleceu. Então decidiu Pilatos que se 25 fizesse o que elles pediam; soltou aquelle que havia sido preso por causa da sedição e do homicidio, a quem elles pediam, mas entregou a Jesus á vontade delles.

1 Alguns manuscriptos inserem v. 17: E era-lhe necessario soltar thes um pela festa.

26

26

27

Simão leva a cruz de Jesus.

Quando o conduziram, pegaram num certo Simão, cyreneu, que vinha do campo, e pozeram a cruz sobre elle, para que a levasse após Jesus. Jesus no caminho do Calvario.

Seguia-o uma grande multidão de povo e de mulheres, as quaes o pranteavam e lamentavam. 28 Porém Jesus, voltando-se para ellas, disse: Filhas

de Jerusalem, não choreis por mim; mas chorae por 29 vós mesmas e por vossos filhos, porque dias virão, em que se dirá: Bemaventuradas as estereis, e os ventres que nunca geraram, e os peitos que nunca amam30 mentaram. Então começarão a dizer aos montes: 31 Cahi sobre nós, e aos outeiros: Cobri-nos, porque se isto se faz no lenho verde, que se fará no secco?

32

33

Eram tambem levados dois outros que eram malfeitores, para serem mortos com elle.

A crucificação.

Quando chegaram ao logar chamado Calvario, alli o crucificaram a elle, e tambem aos malfeitores, 34 um á direita, e outro á esquerda. E disse Jesus:

Pae, perdoa-lhes; pois não sabem o que fazem. Então repartindo as vestes delle, deitaram sortes 35 sobre ellas. E o povo estava alli presenciando tu

do. As auctoridades zombavam delle, dizendo: Aos outros salvou; salve-se a si mesmo, se é o Christo de 36 Deus, seu escolhido. Os soldados tambem o escarneciam, chegando-se a elle, offerecendo-lhe vinagre e dizendo: Se tu és o rei dos judeus, salva-te a ti mesmo. Estava tambem sobre elle esta inscripção: ESTE É O REI DOS JUDEUS.

37

38

[ocr errors]

Os dois malfeitores.

39 Um dos malfeitores que estavam pendurados, blasphemava contra elle, dizendo: Não és tu o Christo? salva-te a ti mesmo e a nós tambem. 40 Mas o outro, reprehendendo-o, disse: Nem ao menos temes a Deus, estando debaixo da mesma condem

« PreviousContinue »