Page images
PDF
EPUB

15 do presbyterio. Occupa-te destas cousas, dedica-te inteiramente a ellas, para que o teu progresso seja 16 a todos manifesto. Vela sobre ti e sobre o teu ensi

no; persevera nestas cousas, porque, fazendo isto, te salvarás tanto a ti mesmo como aos que te ouvem. Das viuvas moças. Como se deve tratar a varias classes de pessoas.

5 Não reprehendas com aspereza ao velho, antes

exhorta-o como a pae; aos moços, como a irmãos; 2 ás mulheres idosas, como a mães; ás moças, como 3 a irmãs, com toda a pureza. Honra as viuvas que 4 são verdadeiramente viuvas. Mas se alguma viuva tem filhos ou netos, que estes apprendam primeiro a exercer piedade para com sua propria familia e a retribuir a seus paes o que delles receberam, porque 5 isto é agradavel deante de Deus. Ora aquella que é verdadeiramente viuva e desamparada, espera em Deus e persevera dia e noite em supplicas e orações; 6 ao passo que aquella que vive nos prazeres, apesar 7 de viver, está morta. Prescreve estas cousas, para 8 que ellas sejam irreprehensiveis. Se alguem não

cuida dos seus e especialmente dos de sua familia, 9 tem negado a fé e é peor que um incredulo. Seja registrada como viuva somente aquella que não tem menos de sessenta annos, e que ha tido um só mari10 do, approvada com testemunho de boas obras; se educou filhos, se exercitou a hospitalidade, se lavou os pés dos santos, se soccorreu os atribulados e se 11 praticou toda a sorte de boas obras. Mas rejeita viuvas moças, porque quando se tiverem tornado 12 inquietas sob o jugo de Christo, querem casar-se, e

são culpadas, porque violaram a primeira promessa; 13 alem disso apprendem a ser ociosas, andando de casa em casa, e não somente ociosas, mas tambem faladeiras e intrigantes, falando o que não devem. 14 Quero, pois, que as viuvas moças se casem, que tenham filhos, que dirijam a sua casa e que não deem [Port.] 15

[ocr errors]

15 occasião ao adversario de dizer mal, pois algumas 16 já se desviaram para seguir a Satanaz. Se alguma

17

19

mulher crente tem viuvas, mantenha-as, e não seja gravada a egreja, para que esta possa alliviar as que são verdadeiramente viuvas.

Acerca dos presbyteros.

Os presbyteros que cumprem bem com os seus deveres, sejam tidos por dignos de dobrada honra, especialmente os que se occupam na prégação e no 18 ensino. Pois a Escriptura diz: Não ligarás a bocca ao boi quando debulha, e: Digno é o trabalhador do seu salario. Não recebas accusação contra um presbytero senão pela bocca de duas ou tres teste20 munhas. Aos que peccam, reprehende-os deante de todos, para que tambem os outros tenham medo. 21 Eu te conjuro deante de Deus e de Jesus Christo e dos anjos escolhidos, que guardes estes conselhos sem prevenção, nada fazendo com espirito de par22 cialidade. A ninguem imponhas as mãos precipita

damente, nem participes dos peccados de outrem; 23 conserva-te a ti mesmo puro. Não bebas mais agua

só, mas usa de um pouco de vinho por causa do teu 24 estomago e das tuas frequentes indisposições. Os peccados de alguns homens são notorios e precedem ao juizo, ao passo que quanto a outros só depois 25 deste se manifestam; do mesmo modo ha boas obras que são manifestas; e aquellas que não o são, não podem ficar escondidas.

6

Os deveres dos servos.

Todos os servos que estão debaixo do jugo, estimem a seus senhores como dignos de toda a honra, afim de que o nome de Deus e a doutrina não sejam 2 blasphemados. Aquelles que teem senhores crentes, não os desprezem, porque são irmãos; antes os sirvam melhor, porque os que se aproveitam do seu trabalho, são crentes e amigos. Ensina e recommenda estas cousas.

3

Admoestações.

Se alguem ensina doutrina diversa e não acceita as sãs palavras de nosso Senhor Jesus Christo e a 4 doutrina segundo a piedade, esse é cheio de orgulho e nada sabe, mas dilira acerca de questões e contendas de palavras, das quaes se originam invejas, 5 brigas, calumnias, suspeitas injustas e discussões interminaveis da parte de pessoas perversas de entendimento, privadas da verdade, julgando que a piedade é um mero interesse. A piedade com o 7 contentamento é um grande lucro, porque nada trouxemos para este mundo, nem nada podemos 8 levar delle; tendo alimento e vestuario, deveremos 9 ficar satisfeitos com isto. Os que querem tornar-se

6

ricos, caem em tentação e em laço e em muitos desejos insensatos e nocivos, os quaes arrastam os 10 homens á ruina e á perdição. Porque o amor do dinheiro é raiz de todos os males; e alguns, cobiçando-o, se desviaram da fé e se traspassaram a si mesmos com muitas dores.

Um appello.

11 Tu, porém, ó homem de Deus, foge destas cousas; segue a justiça, a piedade, a fé, o amor, a perseve12 rança, a mansidão. Peleja a boa peleja da fé; apo

dera-te da vida eterna, para a qual foste chamado, tendo feito uma boa confissão deante de muitas tes13 temunhas. Eu te exhorto deante de Deus que dá vida a todas as cousas e deante de Jesus Christo, que perante Poncio Pilatos fez sua boa confissão, 14 que guardes este mandamento sem macula nem

reprehensão até a vinda de nosso Senhor Jesus 15 Christo; a qual no tempo proprio mostrará o bema

venturado e unico Soberano, o Rei dos reis e o Se16 nhor dos senhores; aquelle que só possue a immortalidade, e que habita em luz inaccessivel; a quem nenhum dos homens tem visto, nem póde ver; ao qual seja dada honra e poder eterno. Amen.

17

Acerca dos ricos.

Exhorta os ricos deste mundo a que não sejam orgulhosos, nem esperem na incerteza das riquezas, mas em Deus, que nos concede abundantemente to18 das as cousas para dellas gosarmos; que pratiquem o bem, que se enriqueçam de boas obras, que sejam 19 generosos e liberaes, enthesourando para si um fundamento solido para o futuro, afim de que se apoderem da vida que é realmente vida.

[blocks in formation]

1

Conclusão e a bencão.

O' Timotheo, guarda o que te foi confiado, evitando as conversas vãs e profanas e as objecções de uma falsa sciencia, a qual tendo alguns professado, se desviaram da fé.

A graça seja com vosco.

SEGUNDA EPISTOLA DE S. PAULO

A

TIMOTHEO.

Prefacio e saudação.

Paulo, apostolo de Christo Jesus por vontade de Deus, segundo a promessa da vida que é em Christo 2 Jesus, ao muito amado filho Timotheo: Graça, misericordia e paz da parte de Deus Pae e da de Jesus Christo nosso Senhor.

3

A exhortação á firmeza e á constancia no ministerio.

Dou graças a Deus, a quem desde os meus antepassados sirvo com consciencia pura, de que sem cessar faço menção de ti em minhas supplicas de noite e de dia, desejando ver-te, recordando-me das tuas 5 lagrimas, para que o meu goso seja completo; lembrando-me daquella fé não fingida que ha em ti, a

4

qual habitou primeiro em tua avó Loide e em tua mãe Eunice, e estou persuadido que tambem em ti. 6 E por esta razão te lembro que tornes a accender o dom de Deus, que ha em ti pela imposição das mi7 nhas mãos. Porque Deus não nos deu o espirito de timidez, mas de força, de amor e de prudencia. 8 Não te envergonhes, pois, do testemunho de nosso Senhor, nem de mim que sou prisioneiro seu; antes soffre commigo pelo Evangelho segundo o poder de 9 Deus; que nos salvou e nos chamou com uma santa vocação, não segundo as nossas obras, mas segundo o seu proposito e segundo a graça que nos foi dada 10 em Christo Jesus antes dos tempos eternos, e que

agora se manifestou pela vinda de nosso Salvador Christo Jesus que destruiu a morte e tirou á luz a 11 vida e a immortalidade pelo Evangelho, no qual eu 12 fui constituido prégador, apostolo e mestre; por esta razão soffro tambem estas cousas, mas não me envergonho, porque sei a quem tenho crido e estou persuadido de que elle póde guardar o meu deposito 13 até aquelle dia. Conserva o modelo de sãs palavras que de mim ouviste na fé e no amor que ha em 14 Christo Jesus. Guarda o bom deposito com o auxilio do Espirito Santo que habita em nós.

15

Phygelo, Hermogenes e Onesiphoro.

Tu sabes isto, que me abandonaram todos os que estão na Asia; do numero dos quaes é Phygelo, e Her16 mogenes. O Senhor use de misericordia para com a

familia de Onesiphoro, pois elle muitas vezes me con17 solou e não teve vergonha das minhas cadeias, antes

quando veiu a Roma, me procurou diligentemente e 18 me achou (que o Senhor lhe conceda a graça de achar misericordia deante do Senhor naquelle dia); e quanto serviço prestou em Epheso, melhor o sabes tu.

2

Exhortação á diligencia e á paciencia.

Tu, pois, filho meu, fortifica-te na graça que é em 2 Christo Jesus, e o que de mim ouviste deante de

« PreviousContinue »