Serōres grammaticaes: ou, Nova grammatica portugueza

Front Cover
Livraria Catilina de R. dos Santos, 1919 - 791 pages
0 Reviews
Reviews aren't verified, but Google checks for and removes fake content when it's identified
 

What people are saying - Write a review

We haven't found any reviews in the usual places.

Other editions - View all

Popular passages

Page 35 - Como o espirito não é uma substancia morta, senão uma força essencialmente activa, que tem, não obstante, suas phases de enfraquecimento e torpor, a lingua também não é um producto sem vida, um mecanismo sem unidade nem harmonia, senão um organismo vivo, que se forma, nasce, se desenvolve, cresce, principia a desmedrar e morre,, como tudo o que vive; liga-se de tal modo ao pensamento, com elle se identifica a ponto, que o acompanha em todas as suas vicissitudes, elevando-se ou descahindo...
Page 692 - Porque estou certo de que, nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as potestades, nem o presente, nem o porvir, nem a altura, nem a profundidade, nem alguma outra criatura nos poderá separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus nosso Senhor
Page 235 - Vosso favor invoco, que navego Por alto mar com vento tão contrario ; Que, se não me ajudais, hei grande medo, Que o meu fraco batel se alague cedo.
Page 302 - Nuno; que, como sabio capitão, Tudo corria, e via, ea todos dava, Com presença e palavras, coração: Qual parida leoa, fera e brava, Que os filhos, que no ninho sós estão...
Page 377 - Nos saudosos campos do Mondego, De teus formosos olhos nunca enxuto. Aos montes ensinando e às ervinhas O nome que no peito escrito tinhas. Do teu Príncipe ali te respondiam As lembranças que na alma lhe moravam, Que sempre ante seus olhos te traziam, Quando dos teus formosos se apartavam; De noite, em doces sonhos que mentiam, De dia, em pensamentos que voavam. E quanto, enfim, cuidava e quanto via Eram tudo memórias de alegria.
Page 74 - LJRA por uma destas noites vagarosas do inverno em que o brilho do céu sem lua é vivo e trémulo; em que o gemer das selvas é profundo e longo; em que a soledade das praias e ribas fragosas do oceano é absoluta e tétrica.
Page 707 - No mar tanta tormenta e tanto dano, Tantas vezes a morte apercebida; Na terra tanta guerra, tanto engano, Tanta necessidade aborrecida! Onde...
Page 326 - ... e lembro-vos que o que vier mais honrado, esse será meu filho. Esta é a benção que nos deixaram nossos maiores, morrer gloriosamente pela Lei, pelo Rei e pela Pátria.
Page 351 - Alerta, disse, estai, que o vento crece Daquella nuvem negra, que apparece. 71 Não eram os traquetes bem tomados, Quando dá a grande e subita procella: Amaina, disse o mestre a grandes brados, Amaina, disse, amaina a grande vela.
Page 692 - Os mares pareciam naquela hora recordar-se ainda do rugido harmonioso do estio, ea vaga arqueava-se, rolava e, espreguiçando-se pela praia, reflectia a espaços nas golfadas de escuma a luz indecisa dos céus.

Bibliographic information