Page images
PDF
EPUB

469 9 depois falado de outro dia. Portanto resta um sab10 batismo para o povo de Deus. Porque aquelle que

entrou no descanço d'Elle, esse tambem descançou 11 das suas obras, assim como Deus das suas. Por

tanto esforcemo-nos por entrar naquelle descanço, afim de que ninguem caia segundo o mesmo exemplo 12 de desobediencia. Pois a palavra de Deus é viva, e efficaz, e mais cortante que qualquer espada de dois gumes, e que penetra até a divisão de alma e espirito, e de juntas e medullas, e prompta para discernir 13 as disposições e pensamentos do coração; e não ha creatura que não seja manifesta deante delle, mas todas as cousas estão nuas e descobertas aos olhos daquelle a quem havemos de das contas.

14

A terna sympathia de nosso summo sacerdote.

Tendo, portanto, um grande summo sacerdote que tem penetrado os céos, a saber, Jesus, Filho de 15 Deus, guardemos firmes a nossa confissão. Porque não temos um summo sacerdote que não possa compadecer-se das nossas enfermidades, mas que tem sido tentado em todas as cousas á nossa semelhança, mas sem peccado. Cheguemo-nos, portanto, com confiança ao throno da graça, para que recebamos misericordia e achemos graça, afim de sermos soccorridos em tempo opportuno.

16

5

Christo é superior sos summos sacerdotes da antiga alliança.

Porque todo o summo sacerdote, sendo escolhido dentre os homens, é constituido a favor dos homens nas cousas pertencentes a Deus, para que offereça 2 tanto dons como sacrificios pelos peccados, o qual possa condoer-se dos ignorantes e dos que erram, pois que elle tambem está cercado de enfermidades, 3 e por esta razão deve, tanto pelo povo como tam

bem por si mesmo, offerecer sacrificio pelos pecca4 dos. E ninguem arroga para si esta honra, senão quando é chamado por Deus, como tambem foi Aa

5 rão. Assim tambem Christo não se exaltou a si mesmo para ser feito summo sacerdote, mas aquelle que lhe disse:

6

Tu és meu Filho,

Hoje eu te gerei;

como tambem em outro logar diz:

Tu és sacerdote para sempre segundo a ordem de
Melquisedec.

7 O qual nos dias da sua carne, tendo offerecido preces e supplicas com forte clamor e lagrimas ao que podia salval-o da morte, e tendo sido ouvido pela 8 sua reverencia, embora fosse Filho, apprendeu a 9 obediencia pelas cousas que soffreu e, tendo sido

aperfeiçoado, tornou-se auctor da salvação eterna 10 para todos os que lhe obedecem, chamado por Deus summo sacerdote segundo a ordem de Melquisedec. Os christaōs hebreus não tinham progredido.

11

Acerca de quem muito temos que dizer e difficil de explicar, visto que vos tendes tornado tardios 12 em ouvir. Pois devendo já ser mestres em razão do tempo, tendes ainda mister de que alguem vos ensine os rudimentos dos principios elementares dos oraculos de Deus, e vos tendes tornado taes que tendes precisão de leite e não de mantimento solido. 13 Todo o que usa de leite é inexperiente na palavra 14 da justiça, pois é creança; mas o mantimento soli

6

do é para os adultos, para aquelles que teem pela pratica as suas faculdades exercitadas para discernirem tanto o bem como o mal.

"

Exhortação ao progresso.

Pelo que, deixando a doutrina dos principios elementares de Christo, passemos á perfeição, não lançando de novo o fundamento de arrependimento de obras 2 mortas, e de fé em Deus, o ensino sobre baptismos e imposição de mãos, sobre resurreição de mortos, e 3 de juizo eterno. E isso faremos, se Deus o permittir. 4 Porque é impossivel que os que uma vez foram illu

minados e provaram o dom celestial, e se tornaram 5 participantes do Espirito Santo, e provaram a boa 6 palavra de Deus, e os poderes do mundo vindouro, e depois cahiram; impossivel é renoval-os outra vez para o arrependimento, visto que elles crucificam de novo para si o Filho de Deus e o expõem á igno7 minia. Pois a terra que tem embebido a chuva que cae muitas vezes sobre ella e produz hervas uteis áquelles por quem é tambem lavrada, recebe de 8 Deus a bençam; mas se produz espinhos e abrolhos, é rejeitada e está perto de maldição, cujo fim é ser queimada.

9

Espera melhorar as cousas delles.

Porém quanto a vós, amados, estamos persuadidos de cousas melhores e mais vizinhas á salvação, 10 ainda que assim falamos. Pois Deus não é injusto para se esquecer do vosso trabalho e da caridade que mostrastes para com seu nome, quando servis11 tes e ainda servis aos santos. E desejamos que

cada um de vós mostre o mesmo zelo, para comple12 mento da sua esperança até o fim; para que não vos torneis indolentes, mas imitadores daquelles que por fé e por paciencia herdam as promessas.

13

A promessa de Deus com juramento.

Porque quando Deus fez a promessa a Abrahão, como não teve outro maior, por quem jurasse, jurou 14 por si mesmo, dizendo: Certamente abençoando te 15 abençoarei, e multiplicando te multiplicarei; e assim

tendo Abrahão esperado com paciencia, alcançou a 16 promessa. Pois os homens juram pelo que é maior

que elles, e o juramento para confirmação é para 17 elles o fim de todas as contendas; pelo qual Deus,

determinando mais abundantemente mostrar aos herdeiros da promessa a immutabilidade do seu 18 conselho, interpoz um juramento, para que por duas cousas immutaveis, nas quaes é impossivel que Deus minta, tenhamos uma poderosa consolação,

20

nós que como refugio nos temos apressado em lan19 çar mão da esperança proposta; a qual temos como ancora segura e firme da alma, e que entra tambem no interior do véo, aonde Jesus, como precursor, entrou por nós, quando se tornou, summo sacerdote para sempre segundo a ordem de Melquisedec. O sacerdocio de Melquisedec era figura do sacerdocio eterno de Christo.

7

Pois este Melquisedec, rei de Salem, sacerdote do Deus Altissimo, que encontrou a Abrahão quando 2 voltava da matança dos reis, e o abençoou, a quem tambem Abrahão repartiu o dizimo de tudo (sendo, por interpretação, primeiramente Rei de justiça, e depois tambem Rei de Salem, que é Rei de paz, 3 sem pae, nem mãe, sem genealogia, que não tem principio de dias nem fim de vida, mas feito semelhante ao Filho de Deus), permanece sacerdote continuamente.

Melquisedec maior do que Abrahão.

dizimos.

Levi pagou-lhe

4 Ora considerae quão grande era este, a quem Abrahão, o patriarcha, deu o dizimo do melhor dos 5 despojos. E com effeito os que dentre os filhos de Levi recebem o sacerdocio, teem mandamento de receber, segundo a Lei, dizimos do povo, isto é, de seus irmãos, embora estes tenham sahido dos lom6 bos de Abrahão; mas aquelle cuja genealogia não é contada destes, recebeu dizimos de Abrahão e aben7 çoou ao que tem as promessas. Porém está fóra de

toda a questão que o menor é abençoado pelo maior. 8 E aqui, na verdade, recebem dizimos homens que

morrem, mas alli os recebe aquelle de quem é testi9 ficado que vive. E por assim dizer, por meio de

Abrahão, até o mesmo Levi, o recebedor de dizi10 mos, pagou dizimos; pois elle estava ainda nos lombos de seu pae, quando Melquisedec encontrou a Abrahão.

11

As imperfeições do sacerdocio judaico. Ora se o aperfeiçoamento fosse pelo sacerdocio levitico (pois sob este o povo recebeu a Lei), que necessidade havia ainda de que um outro sacerdote › se levantasse segundo a ordem de Melquisedec, e de que não fosse contado segundo a ordem de Aarão? 12 Pois mudado que seja o sacerdocio, é necessario que 13 se faça tambem mudança da Lei. Porque aquelle de quem isto se diz, pertence a outra tribu, da qual 14 ninguem tem servido ao altar; pois é evidente que da linhagem de Judá nasceu nosso Senhor, da qual 15 tribu Moysés nada disse acerca de sacerdotes. E

ainda isto se manifesta mais claramente, se á seme16 lhança de Melquisedec se levanta outro sacerdote, o qual não se tem tornado sacerdote segundo a lei de um mandamento carnal, mas segundo o poder de uma vida indissoluvel. Pois delle se testifica:

17

Tu és sacerdote para sempre segundo a ordem de
Melquisedec.

18 Porque, na verdade, é abrogado o mandamento pre19 vio por causa da sua fraqueza e inutilidade (pois

a Lei nada fez perfeito), e é introduzida uma me20 lhor esperança, pela qual nos chegamos a Deus. E 21 por quanto não é sem prestar juramento (pois aquel

les, na verdade, foram feitos sacerdotes sem juramento, mas este com juramento por aquelle que lhe disse:

O Senhor jurou, e não se arrependerá:

Tu és sacerdote para sempre);

22 por tanto tambem Jesus se tem tornado fiador de 23 uma melhor alliança. E aquelles, na verdade, foram

J

feitos sacerdotes em grande numero, porque a morte 24 não permittiu que permanecessem; mas este, porque

permanece para sempre, tem o seu sacerdocio invio25 lavel; pelo que tambem póde salvar completamente os que por elle se chegam a Deus, vivendo sempre para interceder por elles.

« PreviousContinue »