Search Images Maps Play YouTube News Gmail Drive More »
Sign in
Books Books
" Mas moura em fim nas mãos das brutas gentes ; Que pois eu fui... E nisto , de mimosa, O rosto banha em lagrimas ardentes , Como co'o orvalho fica a fresca rosa... "
Obras do grande Luis de Camões ... - Page 52
by Luís de Camões - 1815
Full view - About this book

Camões, Os Lusiadas e a renascença em Portugal

Joaquim Pedro Oliveira Martins - 1891 - 344 pages
...minha dita em fim pelejo, Ora, pois porque o amo he mal tratado Quero lhe querer mal, sera guardado. Mas moura em fim nas mãos das brutas gentes, Que pois eu fuy...» e nisto de mimosa O rosto banha em lagrimas ardentes, Como co orvalho fica a fresca rosa ;...
Full view - About this book

Nova grammatica portugueza

Bento José de Oliveira - 1893 - 176 pages
...dizendo, omittidas palavras que se deixam á intelligencia do leitor. Ex.: «Mas moura i emflm nas maos das brutas gentes, Que pois eu fui.. . E nisto de mimosa O rosto banha em lagrimas ardentes, Como co'orvalho fica a fresca rosa» (C.). Travesead — serve especialmeute para chamar a attençao dos...
Full view - About this book

Instituições elementares de rhetórica para uso das escholas: Obra approvada ...

Antonio Cardoso Borges Figueiredo - 1906 - 214 pages
.... Mas insta abonançar as vagas; RPDE HHETOR1CA 133 já de dor, como (Lus. II, 41): Mas moura emfim nas mãos das brutas gentes; Que pois eu fui. . ....nisto de mimosa O rosto banha em lagrimas ardentes; já como de receio e escrupulo (Vieira, Serm. Part. I, col. 81): O rustico veste como rustico, e fala...
Full view - About this book

Lusíadas

Luís de Camões - 1913 - 424 pages
...anuncia-lhe os gloriosos destinos do povo romano, que será fundado pelos descendentes de Enéas. XXXIX « Mas moura em fim nas mãos das brutas gentes, Que pois eu fui. . » E nisto, de mimosa (29), jf1 • O rosto banha em lagrimas ardentes, Como co orvalho fica a fresca rosa. Calada hum pouco,...
Full view - About this book

Os lusiadas: poema epico ...

Luís de Camões - 1920 - 526 pages
...dita em tim pelejo, Ora, pois, porque o amo é mal tratado, Quero-lhe querer mal, será guardado. XL! Mas moura em fim nas mãos das brutas gentes, Que pois eu fui » E nisto, de mimosa (45), O rosto banha em lagrimas ardentes, Como co'o orvalho tica a fresca rosa ; Calada hum pouco,...
Full view - About this book

Paladinos da linguagem, Volume 3

Agostinho de Campos - 1923 - 350 pages
...reticência, afim de mais vivamente representada, a exprime o poeta com uma sílaba longa: morra, em-flm, nas mãos das brutas gentes, Que pois eu fui. . . e nisto, de mimosa. O rosto banha em lágrimas ardentes. Canto 2.«, Est. 41. Havendo interrogação, emprega o poeta o mesmo artifício,...
Full view - About this book

Annaes da Bibliotheca Nacional do Rio de Janeiro, Volumes 35-36

1916 - 1240 pages
...indomaveis reticencias da emoçâo. Assim fez Camôes nos celebres versos: Mas, morra, emfim, ñas máos das brutas gentes; Que pois eu fui... E nisto, de mimosa, O rosto banha em lagrimas ardentes. LUSIADAS, C. II, est. 41. Da urna profunda impressao dramática esse corte súbito do discurso. Ha...
Full view - About this book




  1. My library
  2. Help
  3. Advanced Book Search
  4. Download EPUB
  5. Download PDF